Equipe realiza cirurgia inédita

Equipe realiza cirurgia inédita

No dia 12 de março, o cirurgião José Carlos Martins Jr. encabeçou a primeira cirurgia de transplante de fíbula microvascularizada para a face realizada na região. O procedimento foi feito no Hospital Santa Catarina. A equipe formada por ele, pela cirurgiã de cabeça e pescoço Andréa Hilgenberg e pelo ortopedista Felipe Pimont realizou o enxerto facial que exigiu o transplante de osso da perna e de vasos sanguíneos. “É um procedimento de planejamento complexo e delicado, que exige entrosamento da equipe cirúrgica”, destaca Martins.
A reconstrução facial por microcirurgia foi feita em um paciente de 60 anos. Mas antes que ele fosse para a sala de operação, toda a cirurgia foi simulada passo a passo com o uso de prototipagem em laboratório, tecnologia que permite a reprodução em resina de toda a face e crânio do paciente através de uma máquina. Dessa forma, os cirurgiões têm em mãos as medidas exatas e procedimentos para a hora da cirurgia. “Após a simulação, todo o material é esterilizado e levado ao campo cirúrgico para ser usado no momento da reconstrução”, relata o cirurgião. Para fazer a prototipagem, as imagens da tomografia foram enviadas para Brasília, onde é produzida a peça de resina acrílica.
O procedimento durou sete horas e, segundo Martins, esta é a única oportunidade de devolver aos pacientes a possibilidade de voltar a ter qualidade de vida, com deglutição e alimentação adequadas, fala e aparência para quem vive com sério comprometimento facial.

Translate »